Energia solar cresce 407% em um ano, impulsionada por painéis em residências instalados no Brasil

Fonte: Terra - 16/05/18

Brasil é considerado um dos países que possui maior incidência solar - 5,4 quilowatt-hora/metro quadrado - ficando à frente dos Estados Unidos, China e Alemanha. No entanto, em capacidade instalada o Brasil tem apenas 1 gigawatts e a China, por exemplo, tem 130 gigawatts.

Informações da Organização das Nações Unidas - ONU revelam que no ano passado o investimento em energia solar bateu recorde e recebeu mais investimentos do que qualquer outro tipo de fonte energética, foram 18% a mais do que no ano de 2016. Mais de US$ 160,8 bilhões de recursos aplicados.

Segundo dados da Aneel, em 2016, o número de microgeradores de energia solar cresceu 407%. A alta na expansão aconteceu especialmente em residências (80%). Para 2024, a Aneel prevê que serão 886,7 mil unidades consumidoras que receberão créditos dessa energia. Com isso é possível ter uma potência instalada de aproximadamente 3,2 GW.

Muitos fatores contribuem para a alta no crescimento da energia solar fotovoltaica, um dos principais motivos é o valor reduzido dos painéis solares e os incentivos e isenção de impostos. Por exemplo, os preços do sistema, que geralmente giram em torno de R$ 20 mil, caíram para R$ 6,68 mil para cada consumidor. Segundo pesquisa, esse mercado vai crescer muito nos próximos 10 e 15 anos.

A expansão do recurso solar desperta diretamente o interesse dos consumidores em instalar placa solar e painel solar, seja em residências ou estabelecimentos comerciais. Muitos estão buscando se beneficiar com a energia limpa e renovável que o sol proporciona. Os especialistas da área garantem que o sistema é totalmente sustentável, não prejudica o meio ambiente, valoriza o estabelecimento e o retorno do investimento faz diferença na vida dos consumidores.

Essa fonte de energia proporciona ainda mais economia para quem escolhe ter em suas casas ou empresas. Com o acúmulo de crédito na geração de energia e a redução da fatura de até 90%, o investimento para instalação do equipamento solar é rapidamente compensado. Profissionais do setor avaliam que ao longo dos anos, a atratividade à geração de energia solar continuará grande, pois a conta de luz tem um grande peso nos orçamentos familiares e o custo da energia comum continuará aumentando.

O Brasil possui muitas condições favoráveis ao desenvolvimento de usinas solares fotovoltaicas. A resolução nº 687/2015, da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL permite instalar as usinas em condomínios. Sendo assim, pessoas físicas e jurídicas podem se unir para realizar consórcios.

Diariamente o planeta recebe uma imensa quantidade de energia proveniente da luz solar que pode ser melhor aproveitada. As estimativas apontam que se utilizassem todo o potencial de energia solar em escala mundial, seria possível gerar um percentual de energia duas mil vezes maior em comparação a produção total de todas as usinas nucleares, termoelétricas e hidrelétricas.

Caso tenha interesse em saber mais sobre a energia solar fotovoltaica e os equipamentos solares, a equipe do Portal Solar auxilia os consumidores a encontrarem o fornecedor de placa solar e painel solar mais próximo. Essa fonte de energia limpa é muito mais proveitosa e duradoura do que qualquer outra.