Guia: como atrair investimentos em Energia Heliotérmica

O fornecimento de energia despachável, aquele que pode ser utilizada de acordo com a demanda, no Brasil baseia-se em usinas hidrelétricas de grande escala com reservatórios. No entanto, a maior frequência de secas tem tornado cada vez mais difícil a construção de grandes usinas desse tipo e ameaçado a confiabilidade da operação. Por isso, é cada vez mais importante a discussão a médio e longo prazo sobre a energia livre de carbono e despachável e a estabilidade da rede no Brasil.

No campo socioeconômico, as tecnologias heliotérmicas proporcionam a oportunidade de criar empregos diretamente — na pesquisa e no desenvolvimento, no planejamento, na construção e na operação e manutenção de usinas elétricas — e indiretamente, pela absorção de trabalhadores nas usinas. Além disso, essas tecnologias utilizam materiais como vidro, aço e concreto, que podem ser adquiridos local ou nacionalmente, movimentando a economia do país.

É por conta de vantagens como essas que especialmente os estados do Nordeste, como Ceará, Pernambuco e Bahia, bem como o de Goiás, no Centro-Oeste, estão muito interessados em atrair proativamente o desenvolvimento de HLT para a geração de eletricidade e calor de processo em seus territórios. Para tanto, diversas ações governamentais estaduais podem viabilizar projetos de investidores privados e reduzir barreiras nas áreas de análise de recursos solares, provisão de territórios adequados, incentivos fiscais, políticas de apoio e licenciamento ambiental.

O estudo “Como atrair investimentos em energia heliotérmica um guia para estados brasileiros, desenvolvido pelos pesquisadores Johannes Schrüfer e Christoph Rau visa auxiliar os governos estaduais brasileiros nessa tarefa, fornecendo orientações sobre como atrair empreendimentos em HLT e apoiar projetos nessa área.

O artigo completo pode ser acessado aqui, na Plataforma Online de Energia Heliotérmica. Para ter acesso ao download, é necessário realizar o cadastro gratuito na Plataforma, no canto superior direito da página, e estar logado.