Combinação entre heliotermia e termoelétrica aumenta eficiência

Pesquisadores da Universidade de Houston e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts relataram um avanço substancial na geração de eletricidade por meio de uma combinação de energia heliotérmica e materiais termoelétricos.

Combinando o processo tradicional de geração heliotérmica a dois segmentos termoelétricos, compostos de materiais diferentes, cada um trabalhando em diferentes faixas de temperatura, os pesquisadores disseram que demonstraram uma nova e promissora alternativa para a tecnologia de energia solar.

Materiais termoelétricos produzem electricidade explorando o fluxo de corrente de calor a partir de um lugar quente para uma área mais fria. Com o uso de dois materiais diferentes, os pesquisadores disseram que foram capazes de tirar proveito de uma gama mais ampla de temperaturas produzidas pelo absorvedor solar e aumentar eficiência.

Zhifeng Ren, professor de física na Universidade de Houston e um dos autores do estudo, disse que o trabalho ilustra uma nova e acessível maneira de gerar energia. Embora não se destine a substituir as usinas de grande escala, poderia ser especialmente útil para áreas isoladas, que não estão conectadas a uma rede elétrica tradicional, alimentando pequenos aglomerados de casas ou empresas, por exemplo. Além de gerar eletricidade, a tecnologia também pode produzir água quente - valiosa, tanto para fins privados como industriais.

Para este projeto, apoiado em parte pelo Departamento de Energia, os pesquisadores construíram um dispositivo para medir o quão bem um concentrador óptico funciona para melhorar a eficiência do sistema. Eles demonstraram uma eficiência de 7,4%, mas relataram que, com base nos seus cálculos, o dispositivo pode atingir uma eficiência de 9,6%.

"A melhoria de desempenho é obtida por meio de sistemas termoelétricos segmentados, um absorvedor de energia solar de alta temperatura, combinando concentração óptica e térmica que chegam a temperaturas de até 600°C", escreveram os pesquisadores. "Nosso trabalho sugere que os geradores termoelétricos solares têm o potencial para se tornar uma tecnologia de energia alternativa promissora."

Fonte: Universidade de Houston