Validação da Estimativa de DNI por Satélite

Brasil
Equipamento
Pesquisa

Validação da Estimativa de DNI por Satélite

O trabalho tem como objetivo validar os dados de Irradiância Direta Normal obtidos via satélite em Petrolina-PE e Natal-RN.

O artigo aborda a validação experimental de Irradiância Direta Normal (DNI) medidos por meio de satélites e de instrumentos in loco. Estações solarimétricas da rede SONDA (Sistema de Organização de Dados Ambientais) e dados do satélite GOES foram utilizados como fontes de informação. As análises basearam-se em dados de radiação referente ao período 2007-2008.

O valor de DNI terrestre é obtido a partir da medição da radiação global e da radiação difusa, medidas por meio de piranômetros CM11. Já o DNI calculado por dados de satélite é calculado através da constante solar, de transmitâncias de atenuação da radiação solar na atmosfera e também pela refletância captada pelo satélite. Foram utilizados os índices estatísticos R², MBE e RMSE para checar a aderência entre os dados considerados.

Os resultados obtidos indicam superestimativas em algumas estações do ano, assim como subestimativas em outras. Em Petrolina, durante o verão, observou-se uma subestimativa dos dados obtidos por satélite de aproximadamente 10,8%; durante o outono, observou-se superestimativa de 8,7%. Já em Natal, os dados de satélite superestimaram os dados em 17% durante o outono e em 0,2% durante o inverno. Análises mais abrangentes com maiores intervalos de tempo e outros locais são recomendadas para uma futura correção e calibração dos dados obtidos via satélite.

Validação da Estimativa de Irradiação Solar Direta Normal por Satélite
Anthony Carlos Silva Porfirio
Juan Carlos Ceballos
2014
Português
Estudos